O jornalista de empresa deve atuar na gestão da mudança?

Com os avanços tecnológicos, as informações circulam com cada vez mais rapidez e o mercado, acompanhando esse intenso fluxo, torna-se ainda mais dinâmico. Para muitos é difícil acompanhar, mas todo o movimento proporcionado pelos incontáveis dados disponíveis para tomadas de decisão é um dos reflexos vividos diariamente por profissionais de grandes organizações. É aí que entra a gestão da mudança e, com ela, o jornalista de empresa.

Gestão da mudança é, de forma resumida, uma área de estudo originária das teorias de Administração de Empresas que investiga a constante adaptação necessária para a sobrevivência das organizações contemporâneas. Se diretrizes, normas, processos, métodos ou regulamentos passarão por alguma alteração, impactando a rotina da empresa e de todos os colaboradores – ou parte deles -, é preciso informar sobre a mudança que está por vir. Esse é um passo extremamente importante para minimizar os impactos e, justamente por isso, o jornalista de empresa deve atuar diretamente. Os colaboradores precisam estar cientes da mudança e receber orientações para se adaptar ao novo cenário.

Antes de tudo, vale lembrar que o jornalista de empresa precisa estar por dentro do que será dito. Os integrantes da equipe de comunicação interna serão os interlocutores que vão suportar o processo de transmissão de informação durante a mudança, portanto, precisam estar praticamente tão envolvidos quanto os líderes ou o gerente do projeto. É preciso que a equipe responsável tenha conhecimento sobre a importância da participação dos profissionais de comunicação corporativa nas discussões e, em alguns casos, nas tomadas de decisão.

Por ter uma visão orientada a informação e saber qual a melhor forma e o melhor formato para transmiti-la, o jornalista de empresa precisa ter liberdade para propor estratégias e ações de comunicação. Na posição de interlocutor, é seu dever fazer com que a informação seja passada da forma mais eficiente possível para que todos os stakeholders estejam devidamente preparados para a mudança e confortáveis para seguir com o trabalho com o mínimo de impacto.

Em meio a todo o processo, é preciso considerar um detalhe importante. A equipe de comunicação empresarial é, sim, fundamental para projetos que antecedem grandes mudanças – principalmente as de impacto corporativo -, no entanto, não deve assumir por completo o projeto, a menos que seja uma ação de comunicação, predominantemente, claro. A liderança e as tomadas de decisão técnicas devem permanecer sob responsabilidade da equipe que lidera a iniciativa; desviar o escopo é sempre prejudicial. Mudanças são cada vez mais frequentes atualmente, mas podem ser encaradas tranquilamente se houver informação para suportá-las.

Gabriel Rocha

Um comentário sobre “O jornalista de empresa deve atuar na gestão da mudança?

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s