Mais que pautar factuais, o que importa é conteúdo

Muita gente diz que o trabalho de assessoria de imprensa está “morrendo”, que já não é mais útil ou necessário para as organizações depois da chegada das redes sociais e, com elas, as inúmeras possibilidades proporcionadas pelo marketing digital. Um grande equívoco. O marketing digital tem sim seu papel nas empresas e vem funcionando super bem, no entanto, conseguir mídia espontânea e reputação por meio de um trabalho consistente de assessoria de imprensa está longe de sair de moda.

O que faz alguns profissionais de comunicação e alguns gestores pensarem de tal forma é, muitas das vezes, a falta de conhecimento na área e, principalmente, a errônea concepção de que assessoria de imprensa é simplesmente pautar jornalistas com factuais. É sim uma das atribuições do assessor de imprensa, no entanto, quando o jornalista desempenha um trabalho consistente e eficiente, é possível emplacar muito mais notícias com bons releases e boas sugestões de pauta, criadas a partir de conteúdo de qualidade. Para isso, é extremamente importante conhecer o negócio da organização para a qual está prestando o serviço, seja como colaborador ou de agência contratada.

Suponhamos que uma agência de comunicação tenha como cliente de assessoria de imprensa uma produtora e precise divulgar um grande evento que está por acontecer. Não basta enviar um release às redações informando as atrações musicais, os atributos do local escolhido, as diferentes opções da praça de alimentação etc. e bater nesta tecla de forma insistente. Uma boa pauta é construída a partir de bom conteúdo, que poderia, nesse caso, ser uma análise sobre os ganhos econômico-financeiros gerados para o setor hoteleiro durante os dias de festa, por exemplo, o que acabaria fazendo com que o repórter retomasse as informações básicas do evento em algum momento da reportagem. Há sempre espaço para informação de qualidade.

Além de aumentar a exposição positiva do cliente na imprensa, o investimento em mídia espontânea é bastante inferior ao necessário para contratação de inserções publicitárias nos canais tradicionais de jornalismo. Importante reforçar, ainda, que conteúdo veiculado pela imprensa transmite, de forma geral, mais credibilidade ao público, o que contribui para o fortalecimento da marca e o aumento da reputação.

Quem faz um bom trabalho sabe bem como funciona. Mas é preciso encontrar a medida certa e, volto a dizer, conteúdo de qualidade. E com consistência. Você observa isso no dia a dia de sua empresa? Se não, recorra a profissionais qualificados de comunicação corporativa. É hora de ver o seu negócio nos jornais.

Gabriel Rocha

2 comentários sobre “Mais que pautar factuais, o que importa é conteúdo

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s