Intuição: uma certeza maior do que parece

Muito tem se falado sobre números, gráficos e indicadores usados para a tomada de decisão. Com a digitalização dos canais de comunicação, inclusive, é possível rastear, cada vez mais, o comportamento do consumidor de diversos serviços e produtos, incluindo a informação. Mas será que é interessante e eficaz se manter preso somente aos números? Como fica o aprendizado de toda uma vida, com a valiosa experiência adquirida no mercado?

O objetivo deste post não é sugerir ou incentivar que os números sejam deixados de lado. De forma alguma. Mas também é preciso abrir a cabeça e aceitar que ideias e estratégias elaboradas a partir de observações, de vivência e de informações qualitativas possam trazer ganhos. Criticar, avaliar, analisar e refletir são palavras que precisam fazer parte da tomada de decisão sempre, mesmo que não estejam envolvidos indicadores ou qualquer ferramenta de estatística.

Na rotina do profissional de comunicação corporativa, nem sempre é possível executar tarefas e atividades baseando-se totalmente em números. Em diversos momentos vale mais uma informação qualitativa ou uma opinião de fontes renomadas, que tenham expertise em determinado assunto. Em uma entrevista, por exemplo, fica evidente, em diversos momentos, a presença de comentários que flertam com a intuição. E não há erro nisso, a afirmação não pode ser menosprezada apenas com base na desculpa de que nada vale uma intuição sem provas. A credibilidade não pode ser avaliada apenas com base em números, há uma bagagem enorme de conhecimento por trás de qualquer ser humano.

O grande segredo é entender que intuição é diferente de achismo e não é “tiro no escuro”, muito pelo contrário. O jornalista costuma checar toda e qualquer informação e questionar a veracidade de tudo que é de alguma forma registrado, mas é preciso entender que a intuição é construída aos poucos, moldada no dia a dia, com base nas experiências de vida e no conhecimento adquirido ao longo das jornadas profissional e pessoal, inclusive. Logo, acredite e aposte na sua intuição, é isso que muitas das vezes diferencia o tomador de decisão, pois a bagagem única de cada um agrega o valor necessário para fazer a diferença.

Gabriel Rocha

Um comentário sobre “Intuição: uma certeza maior do que parece

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s