Passo a passo para criação de conceitos e identidades visuais

Como criar conceito para identidade visual?Elaborar conceitos e identidades visuais para produtos, campanhas e materiais diversos de comunicação interna não é tarefa fácil. Existem, por isso, profissionais especializados na atividade que trabalham para transmitir, por meio de ícones, slogans, palavras ou ilustrações diversas, as mensagens mais importantes aos colaboradores.

Mas como conseguir resumir todo o conteúdo produzido em algum único ou em poucos elementos que possam ser inseridos nos materiais? Esse desafio pode ser simplificado se seguidas algumas etapas.

Sempre por dentro

Não me canso de repetir que o jornalista de empresa precisa estar ciente dos acontecimentos da empresa, sejam os públicos ou as decisões que são tomadas pela alta gestão ou por líderes em projetos específicos. Sem estar totalmente por dentro do que deverá ser transmitido, não é possível comunicar com clareza e precisão.

As informações pontuais de dia a dia costumam chegar com mais facilidade à equipe de comunicação interna, mas o mais importante é que os profissionais tenham acesso às orientações e diretrizes globais, que às vezes são divulgadas apenas para a liderança. Só assim é possível elaborar uma comunicação estratégica por meio de identidade visual e conceitos.

Convergência de interesses

A comunicação sugerida precisa andar de mãos dadas com o pensamento do corpo gestor da organização, ou seja, precisa representar, nos materiais, o direcionamento dado pela alta gestão. Refletir a orientação estratégica é um dos fatores mais importantes.

De nada adianta uma comunicação bem elaborada, criativa, efetiva e pensada com foco nos colaboradores se o discurso dos líderes da empresa não estiver condizente com o que está sendo transmitido corporativamente. O mesmo vale para casos em que uma comunicação fraca e sem fundamentos entra em conflito com um discurso bem preparado, estrategicamente pensado, claro e efetivo. Convergência, nesse caso, é fundamental para se obter clareza e resultado.

Mão na massa

Designer elabora identidade visualDepois de recebidos todos os insumos para criação do conceito, é preciso saber transmitir aos executores a ideia central. Pensar o formato, a paleta de cores, a fonte a ser usada, os elementos da representação etc. é especialidade dos designers, mas o jornalista de empresa precisa saber explicar muito bem a necessidade da organização.

Preparar um bom briefing, seja por e-mail, telefone ou por qualquer outro canal, é um grande começo. O briefing precisa fornecer ao profissional de criação uma narrativa resumida sobre a história da organização; a lista de stakeholders e a relação construída com cada um deles; estatísticas e informações adquiridas em benchmarking; os principais tópicos que resumam o direcionamento estratégico da empresa; a estrutura e os recursos disponíveis na equipe de comunicação; os objetivos; os prazos e o orçamento disponível.

Feedback

Quando recebida a proposta, cabe ao jornalista de empresa avaliar o produto com olhar crítico e atenção especial a possíveis repercussões negativas ou exposições indesejadas. Além disso, é importante pensar na aplicação dos elementos considerando os canais disponíveis para transmissão das mensagens na comunicação interna.

Por ter acesso privilegiado a informações e conhecer aspectos específicos das áreas, é papel do profissional de comunicação dar feedback ao designer, seja ele da mesma equipe ou de uma agência contratada. Depois de lapidado o produto, é hora de apresentá-lo aos clientes internos.

Embrulhe para presente

Apresentar corretamente o conceito ou a identidade visual para as áreas clientes é sempre desafiador, mas, com a prática, vai se tornando mais natural. É nesse momento que a mágica acontece e a equipe da área solicitante enxerga a representação de todas as mensagens importantes em alguns poucos elementos.

Apresentar os argumentos e as justificativas que embasaram a criação não é simples, mas traduzir todo o trabalho é parte do escopo de atuação do jornalista de empresa – e, por isso, é preciso saber lidar com o desafio. É ele a ponte entre a criatividade usada na representação e a razão presente no pensamento dos gestores, naturalmente preocupados com resultado e efetividade das ações.

Orientação a resultados

Mensuração de resultados na comunicação internaPor fim, saiba aplicar corretamente o conceito ou a identidade visual criada. Explorar o uso dos elementos nos canais de comunicação interna para gerar resultados é cada vez mais uma preocupação constante do gestor de comunicação corporativa. Mensurar resultados e apresentar ganhos e evoluções registradas com o uso da comunicação interna e do endomarketing é fundamental para defender, inclusive, investimentos futuros  para novas ações.

Engajamento, melhoria de clima, alinhamento estratégico e disseminação de informações são exemplos de benefícios que podem ser proporcionados pela comunicação corporativa, mas a equipe precisa saber como evidenciar os resultados.

Precisa de ajuda para mensurar resultados, elaborar metas e indicadores ou até mesmo apresentar os ganhos obtidos com comunicação interna aos gestores da sua empresa? Entre em contato.

Gabriel Rocha

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s