Capacitação: como se preparar para o mercado de comunicação corporativa?

Capacitação enquanto fator diferencial para o profissional de comunicação corporativaTodo profissional precisa se preparar corretamente para conseguir boas posições no mercado, não importa qual seja a área de atuação. Na comunicação corporativa não é diferente, a capacitação é fundamental para se destacar em um mercado competitivo como o atual.

Mas como se preparar para exercer uma função quando não há uma formação completa e robusta disponível? Os profissionais que atuam nas áreas de comunicação de empresas ou de agências são, em sua maioria, jornalistas, relações públicas, designers, publicitários e psicólogos. E, por isso, precisam se especializar no assunto.

Técnica

O profissional de comunicação corporativa precisa ser multitarefa. Precisa conhecer minimamente os processos de todos os canais disponíveis: sejam internos, como TVs, jornais, redes sociais internas, newsletters, e-mail marketing etc., ou externos, como assessoria de imprensa e redes sociais.

Capacitação técnica para comunicação corporativaAlém do conhecimento, é preciso dominar a prática, afinal, a rotina exige habilidades que precisam ser desenvolvidas com o tempo, para que haja preparo quando houver demanda. Ler livros e estudar teorias, assistir a webinars e videoaulas na internet, participar de eventos, procurar cursos de especialização em áreas específicas e observar o trabalho de colegas mais experientes podem ser bons caminhos, mas, ainda mais importante, é a prática.

Já ouviu falar que “a prática leva à perfeição”? Pouco interessa se todos vão chegar, de fato, à perfeição – “lembre-se que o feito pode ser melhor que o perfeito” -, mas uma coisa é certa: com a prática, fica mais fácil aprimorar determinada habilidade. Então mãos à obra.

Gestão

Jornalista de empresa precisa estudar gestãoSe você acompanha esse blog há algum tempo, já leu por aqui que o bom profissional de comunicação corporativa é aquele que conhece o negócio da empresa para a qual trabalha. Não me refiro ao funcionamento da cadeia produtiva da organização apenas, mas às estratégias, ao organograma, aos processos secundários e aos serviços oferecidos, mesmo que não seja necessariamente o core business.

Para isso, cursos ligados à administração de empresas, como técnicas para negociação e solução de conflitos em negócios, gestão de operações, gerenciamento de projetos, gestão de pessoas, controle de estoque, mapeamento de riscos, produtividade e metodologia ágil podem ajudar.

O profissional de comunicação das grandes organizações precisa entender que não é mais um executor técnico, toda a atuação precisa ser pensada estrategicamente, com foco nos objetivos e nas prioridades da empresa. Matricule-se em uma pós-graduação, faça cursos on-line, participe de discussões em grupos formados por gestores e mantenha contato próximo com a liderança da empresa. O caminho é por aí, cabe a cada um encontrar atalhos para a linha de chegada.

Soft Skills

Além das capacidades técnicas, ligadas diretamente à execução do dia a dia, conhecidas como hard skills, é fundamental que o profissional de comunicação atente-se, também, às soft skills, ou seja, às habilidades comportamentais. Resiliência, atitude, networking, persuasão, liderança, ética, motivação e empatia são algumas delas. Está correndo atrás desse tipo de capacitação também? Fica aqui uma dica.

  • É jornalista de redação e quer saber o precisa para migrar para as empresas? Clique aqui.

Gabriel Rocha

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s